CARA OU COROA?

A única vez que um jogo da Libertadores foi decidido na moeda

Imagina passar de fase ou ser eliminado por lançar uma moeda?

Hoje, isso seria realmente mais do que utópico, mas aconteceu há muitos e contamos a história. Na Libertadores de 1961, o Independiente Santa Fe e o Jorge Wilstermann estavam empatados tanto em pontos quanto em saldo de gols e, em vez de jogar um desempate, optaram por tentar a sorte com uma moeda. Quem ganhou?

A moeda lançada em Bogotá favoreceu o time da casa, Santa Fe, que garantiu a passagem às semifinais. Na ida o Wilstermann se impôs por 3 a 2, e na volta, os colombianos venceram por 1 a 0. Portanto, como estavam igualados em tudo e sem um plano para resolver um caso, a moeda foi a estrela da "terceira partida".

O Santa Fe não aproveitou a sorte que o destino lhe concedeu e caiu nas semifinais contra o Palmeiras, após empatar 2 a 2 em casa e ser goleado por 4 a 1 no Pacaembu. O Verdão disputou uma final acirrada contra o Peñarol, perdendo pelo mínimo e com um placar geral de 2 a 1. Foi a única vez que uma moeda decidiu a classificação de um time na Libertadores.

Compartilhar Compartilhar Compartilhar Compartilhar
comentários

unirse a la conversación

Os pontos de vista e opiniões expressadas neste post são somente as do autor e não representam necessariamente as da Paixão Futebol.

SABIA QUE TEM MAIS NOTÍCIA AQUI EM BAIXO?
Continue navegando!

DESTAQUE DE HOJE