CONTUNDENTE-

Dunga crítica a fragilidade psicológica da seleção brasileira

O novo treinador do Brasil, Dunga, criticou duramente a fragilidade psicológica de seus jogadores durante a última Copa do Mundo.

Em uma entrevista à revista Veja, o novo treinador não se conteve ao dizer que as cenas de choro dos jogadores no jogo, como nas oitavas de final contra o Chile, afetam a imagem da seleção.

"A cena de choro, como no jogo contra o Chile, pega mal no mundo do futebol. Nós somos machistas, temos aquela coisa de que homem não chora", disse Dunga.

Quando questionado sobre a inclusão de um psicólogo na comissão técnica, o treinador foi contundente: "Não sei se psicólogo resolve. Nada contra, mas somos desconfiados, temos sempre o pé atrás. Dificilmente um jogador vai se abrir em cinco minutos. A primeira coisa que pensa é: ‘Será que ela vai contar ao treinador o que eu falei?’ ".

 

Compartilhar Compartilhar Compartilhar Compartilhar
comentários

unirse a la conversación

Os pontos de vista e opiniões expressadas neste post são somente as do autor e não representam necessariamente as da Paixão Futebol.

SABIA QUE TEM MAIS NOTÍCIA AQUI EM BAIXO?
Continue navegando!

DESTAQUE DE HOJE