Alívio e lágrimas: Oscar volta em grande estilo e vira arma do Inter

Por: CLUBE DO POVO

Meia se tornou uma das principais peças para encarar o Fluminense

Um “desabafo inesperado”. Essas foram as palavras utilizadas pelo técnico Dorival Júnior e que refletem com exatidão o choro de Oscar aos 11 minutos do segundo tempo, logo após empatar em 1 a 1 o jogo contra o Caxias, no Centenário, pelo jogo de ida da decisão do Gauchão.

http://www.youtube.com/watch?v=SD0RyhnFc_M 

(retiraram a opção "Source" em que indexava os videos aos posts) 

Foram 47 dias impossibilitado de atuar, de exercer a profissão. O gol saiu e junto com ele, toda emoção de quem ficou tanto tempo fora.

- Voltar assim não é fácil. Ficar um tempo sem jogar. Só tenho a agradecer à minha esposa, a meu empresário e a todo mundo que me apoiou - contou na saída do gramado, voltando a se emocionar.

Oscar foi liberado para voltar a atuar pelo Inter somente na sexta-feira, quando a CBF reinscreveu seu nbome no Boletim Informativo Diário (BID).Embora sigam as discussões judiciais com o São Paulo, a grande tendência é que os clubes cheguem a um acordo financeiro. O Inter teria oferecido R$ 10 milhões, enquanto o Tricolor paulista só aceitaria negociar por R$ 17 milhões. Enquanto isso, o atleta seguirá atuando com a camisa 16 e estará em campo contra o Fluminense na quinta-feira, no Engenhão, em mais uma decisão, dessa vez por uma vaga nas quartas de final da Libertadores.

- Acreditamos que nesse caso a Justiça estará com o Oscar – aposta o advogado Rogério Pastl, que marcou presença com a delegação colorada em Caxias do Sul.

Início tímido e fundamental nos 45 minutos finais

Com a bola rolando, a verdade é que o garoto acusou inicialmente a falta de ritmo, dos tantos dias sem jogos oficiais. Os primeiros 45 minutos foram tímidos, ainda preso, quem sabe prejudicado pelo pesado gramado do estádio.

Na segunda etapa, no entanto, voltou a ser Oscar. Abusado nos dribles, passou com facilidade por Umberto e, com um toque sutil, mandou no contrapé do goleiro Paulo Sérgio. Emocionado, caiu no gramado do Centenário aos prantos. Prontamente, recebeu o carinho de Tinga, Jajá e Jô.

- O Oscar é um jogador que vai nos ajudar muito. Isso prova como o grupo está unido – afirmou Tinga.

Na comemoração, o atleta levantou as mãos para o céu e voltou a homenagear a esposa Ludimila ao formar um "L" com os dedos. O gol faz com que o Inter tenha a vantagem de um empate em 0 a 0, no Beira-Rio, para garantir o título do Gauchão. No próximo domingo, as duas equipes realizam o confronto de volta.

Junto com Oscar, sai um peso do Beira-Rio. A imagem daquele jogador que saiu cabisbaixo do estádio Hernando Siles, após ter sido banido do confronto contra o The Strongest ficou no passado
.

Más noticias de FANATICOS