INGRESA A PASIÓN FÚTBOL

Conectate con...

Facebook

Al registrarte estás aceptando los
Términos y Condiciones

o

Ingresa tus datos de usuario

Recordar mi usuario

INGRESAR
¿Olvidaste tu contraseña?

REGISTRATE EN PASIÓN FÚTBOL

Unete ahora

He leido y acepto los Términos y condiciones

REGISTRARME

Cancelar

Conectate con...

Facebook

Al registrarte estás aceptando los
Términos y Condiciones

REGISTRATE EN PASIÓN FÚTBOL

Felicitaciones!

Tu cuenta ha sido creada, pero necesitamos verificar si todo está correcto antes de que puedas empezar a participar de la comunidad de Pasión Fútbol.

Si en los próximos minutos no lo encuentras en tu bandeja de entrada, por favor, revisa tu carpeta de correo no deseado, esposible que se haya filtrado.

Recuperar contraseña

Para recuperar la contraseña ingresa a continuación los datos pedidos:

RECUPERAR CONTRASEÑA

Conectate con...

Facebook

Al registrarte estás aceptando los
Términos y Condiciones

Inter vence o Grêmio, conquista a Taça Farroupilha e decide o Gauchão

 

Em uma partida nervosa, repleta de reclamações, o Inter venceu o Grêmio por 2 a 1 em partida disputada na tarde deste domingo, no Beira-Rio. Com isso, conquistou a Taça Farroupilha e ganhou o direito e disputar a final do Gauchão diante do Caxias. O jogo foi caracterizado por uma discussão após cobrança ensaiada de escanteio para o Inter, o que irritou Vanderlei Luxemburgo e resultou na expulsão do treinador. Dátolo e Fabrício marcaram os gols colorados, enquanto Werley descontou para os gremistas. 
 

Dátolo comemora o gol contra o Grêmio (Foto: Diego Guichard/Globoesporte.com)

Passado o Gre-Nal, o Inter ganha a semana livre para se preparar para o primeiro jogo da decisão do Gauchão. A partida ocorre no próximo domingo, no Centenário. Fora do regional, o Tricolor se foca na Copa do Brasil. Na quarta-feira, enfrenta o Fortaleza, no Estádio Presidente Vargas, pelo jogo de ida das oitavas de final.

O Grêmio fez mistério literalmente até o último minuto. Vanderlei Luxerburgo somente liberou a escalação no exato momento em que o time ingressou no gramado, o que deve gerar multa para o clube. Para se ter uma ideia, até mesmo o anúncio oficial no telão do Beira-Rio foi o time errado (Julio Cesar, lesionado, foi anunciado erroneamente entre os titulares).


- O que ganha jogo é trabalho. Isso faz parte do jogo. Se eu fosse jornalista, estaria achando do cacete. Vocês estão discutindo a escalação até agora – brincou Luxemburgo, enquanto todos os jogadores (incluindo o banco) estavam no gramado para a foto oficial.


Sem D’Alessandro e Dagoberto, lesionados, além de Oscar, impossibilitado de atuar, Dorival Júnior manteve o sistema da equipe, com Jajá, Tinga e Dátolo na linha de três armadores. Já o zagueiro Jackson foi improvisado na lateral-direita, na função do suspenso Nei, com o objetivo de frear os avanços de Miralles. O curioso é que o árbitro Márcio Chagas convocou uma reunião com os bandeirinhas para evitar as cobranças de escanteio ensaiadas.

A partida iniciou com seis minutos de atraso. Com a bola rolando, o lado azul iniciou a partida propondo as ações, com marcação adiantada. No entanto, o Inter era mais agudo e teve as primeiras chances de gol, em duas cabeçadas de Leandro Damião. Em ambas, Victor se mostrou seguro nas defesas.

A partir de então a partida entrou em um estado de hiato de poucas emoções e concentração de jogadas no centro do campo. Eram erros excessivos de passes, lançamentos para área adversária, faltas e reclamações. Um jogo feio, em que as oportunidades de gol eram praticamente inexistentes.

Dátolo abre o marcador
 

datolo internacional gol grêmio (Foto: Carlos Eduardo de Quadros / Agência Estado)Primeiro gol do Inter foi marcado pelo argentino Dátolo (Foto: Carlos Eduardo de Quadros / Agência Estado)

Quando a partida era carente de emoção, surgiu o pé de Dátolo para abrir o marcador. Aos 36 minutos, Tinga lançou para a área, Damião não conseguiu dominar e Gabriel, ao invés de afastar de balão, saiu jogando errado para a própria área. A bola sobrou frontal, limpa para o camisa 23 bater seco para as redes. O argentino se redimia então do pênalti desperdiçado contra o Fluminense. Deu um soco no ar e comemorou sozinho, frente a torcida.

O primeiro tempo gremista teria passado virgem em conclusões a gol, se não fosse uma cobrança de falta fechada de Fernando, da intermediária, em que Muriel afastou de soco. A resposta colorada foi imediata. Jajá lançou Tinga na área e, sob pressão de Marco Antônio, conseguiu apenas desviar fraco, sem maior pretensões.

Mudanças providenciais


Com a fraca postura ofensiva no tempo inicial, Luxemburgo voltou do intervalo com o ataque modificado. Miralles e André Lima deixaram o gramado para os ingressos de Marcelo Moreno e Marquinhos.

O primeiro chute real do Grêmio na partida ocorreu somente aos três minutos do segundo tempo, quando Pará fez jogada individual na ponta esquerda, se livrou da marcação de Jackson e arriscou alto sobre a meta. Logo depois, foi a vez de Moreno cabecear fraco para o gol.

O Tricolor ganhava ousadia, enquanto o Inter trocava passes na defesa sem objetividade. Aos nove, Moledo recuou fraco para Muriel e acabou cometendo falta frontal em Moreno. Fernando realizou a cobrança com maestria e a bola só não entrou porque teimou em rebater na trave esquerda de Muriel. Só que o zagueiro Werley estava postado quase na pequena área para pegar o rebote e igualar a partida.

Confusão com o gandula

Antes da partida, Márcio Chagas havia solicitado que os gandulas não ajeitassem a bola para cobranças de escanteio ensaiadas. Não aconteceu. Aos 19, alguém ajeitou a bola para cobrança rápida de Dátolo e o juiz anulou a cobrança. Só que Luxemburgo saiu enfurecido para cima do gandula, o que gerou empurrões e um princípio de confusão que resultou na expulsão do treinador gremista.

Por coincidência, o segundo gol colorado saiu em nova cobrança de escanteio, mas sem gandulas envolvidos. Após cobrança de Jajá, Fabrício subiu no meio da área e desviou para as redes. Foi aos 31 do segundo tempo.

A vantagem deu moral ao time vermelho. A equipe ganhou as ações de jogo e seguiu no campo ofensivo. De fora da área, Jajá e Leandro Damião ainda tiveram chances de ampliar o placar.

Márcio Chagas deu quatro minutos de acréscimos, em que o Grêmio tentou as últimas ações para tentar igualar o jogo. Até mesmo Victor foi para a área vermelha para tentar concluir cobrança de escanteio. Mas a tarde era vermelha, e o Inter mostrou futebol para fazer valer o título da Farroupilha e a classificação.

Compartir Compartir Compartir

unirse a la conversación

Los puntos de vista y opiniones expresadas en este post son solamente las del autor y no representan necesariamente las de Pasión Fútbol.

Post destacados de hoy