NO 100º JOGO DE DAMIÃO, FÁBRICA DE GOLS DO INTER ATROPELA JUVENTUDE: 7 A 0

Por: CLUBE DO POVO

 Camisa 9 marca dois, assim como estreante Jajá Coelho. Dátolo, Oscar e Jô completam o placar fantástico da partida, após goleada pela Libertadores

 
  A festa era para ser de Leandro Damião, que completou seu 100º jogo com a camisa do Inter. O atacante fez sua parte, ao marcar duas vezes. Mas os companheiros quiseram aparecer bem no baile. Na terça-feira, o time já tinha mostrado sua força, ao golear por 5 a 0  o Strongest, pela Libertadores. E na tarde deste sábado, não deu outra: atropelou o Juventude por 7 a 0, no Beira-Rio.


Além do camisa 9, Jajá Coelho, que fez sua primeira partida pelo clube, marcou dois gols. Dátolo, Oscar e Jô fizeram os outros. Com o resultado, a equipe mantém os 100% de aproveitamento na Taça Farroupilha – segundo turno do Gauchão –, assumindo a liderança do Grupo 1.

Embalado pela goleada sobre o The Strongest  na Libertadores no meio da semana, o Inter começou o confronto diante do Juventude atrás de mais uma vitória. Nos primeiros minutos de jogo, apenas o time de Dorival Júnior atacava. Aos seis minutos, após confusão na área da equipe de Caxias, a bola sobrou para Leandro Damião. O artilheiro pegou embaixo da bola e mandou por cima do gol.

O domínio territorial colorado, entretanto, durou pouco tempo. Dois minutos depois, o sistema defensivo errou. Elton tocou para trás. Índio não conseguiu pegar a bola, que sobrou para Jonatas Belusso. O atacante do Juventude arriscou, mas o lance foi para fora. O time visitante seguiu no ataque. O ex-colorado Elder Granja cruzou na medida para Belusso. O camisa 7 cabeceou para baixo e Muriel fez um milagre, salvando o Inter.

Após o perigo, os vermelhos voltaram ao ataque. Dagoberto pegou uma bola fora da área e bateu forte. Follmann fez linda defesa e mandou para escanteio. O time colorado cobrou rápido. Dátolo bateu na cabeça de Damião. O camisa 9 subiu mais alto que os defensores do Ju e não perdoou, abrindo o placar aos 16 minutos.              

 

O gol não acomodou os mandantes. Em jogada de Oscar para Dagoberto, o atacante adiantou, mas ainda teve tempo para passar para Damião. O goleador cabeceou, mas Follmann ficou com a bola. O Inter insistiu. Logo em seguida, Elton deu grande arrancada e serviu Dagoberto, que arriscou. O goleiro do Ju fez bela defesa e impediu o segundo gol.

O jogo ficou movimentado. Era lance atrás de lance. O Juventude também tentava. Mithyuê girou sobre Bolatti e arrematou. A bola saiu por cima do gol de Muriel. Depois foi a vez de Oscar arriscar de canhota, mas a bola saiu pelo lado direito de Follmann. O contragolpe do time de Caxias do Sul foi com Elder Granja, que fez mais um cruzamento preciso na cabeça de Belusso. O atacante buscou o ângulo, mas Muriel defendeu. Antes de acabar o primeiro tempo, após Damião perder a bola, o lance sobrou para Oscar, que soltou a bomba. Follmann, um dos nomes da partida, fez mais uma grande intervenção.

Assim como o fim do primeiro tempo, a segunda etapa começou com oportunidades para os dois lados. Primeiro foi com Jardel, que arriscou, mandando por cima da meta de Muriel. O Inter, mais organizado, quase ampliou pouco depois com Dátolo, que limpou e chutou forte. Follmann salvou mais uma vez. No rebote, Damião tentou e o goleiro operou novo milagre.

O Inter seguiu no ataque. Nei arrancou pela direita e foi atropelado na entrada da área por Everton. Leandro Vuaden o puniu com o cartão amarelo. Dátolo foi o encarregado em cobrar a falta. O gringo botou na área, a bola passou por todos os jogadores e morreu no fundo das redes, aos 11 minutos do segundo tempo. Aí, o Colorado se empolgou. Oito minutos depois, aos 19, Oscar cruzou da direita. Damião dominou, girou e chutou. O centroavante contou com o desvio do adversário, que tirou Follmann de ação, marcando o terceiro gol.

O Juventude tentava não se entregar e buscava ao menos o primeiro gol para tentar uma reação, mas nada dava certo. A esperança ainda diminuiu depois que Eraldo recebeu livre na área. O atacante virou o corpo e arrematou. Com o pé, Muriel salvou. No rebote, a bola acertou a boca de Fabrício e saiu para escanteio.

Pouco depois, aos 31, Jajá Coelho, que mal havia entrado na partida, mostrou que seria também o seu dia. Após passe de Dagoberto e ver a saída do gol de Follmann, o estreante da tarde teve tranquilidade ao deslocar o goleiro do Juventude e marcar o quarto gol. E o camisa 17 mostrou ter estrela. Aos 36, mandou uma bomba, acertando Oscar. Na volta, a bola voltou para o meia-atacante. O arremate novamente saiu forte, mas, desta vez, entrou: 5 a 0 Colorado, para delírio da torcida.

Os gols não diminuíram o ímpeto colorado. Era gol atrás de gol. No minuto seguinte, Jô recebeu do estreante e ficou sozinho na área. O atacante não desperdiçou: 6 a 0. Mas ainda havia tempo para mais. Contundente, o Inter seguiu ameaçando. Jajá passou para Oscar. O camisa 16 esperou a saída de Follmann e deu números finais ao confronto. Após aplicar 5 a 0 no The Strongest, na terça-feira, o Inter termina a semana com uma nova goleada: 7 a 0 sobre o sempre complicado Juventude. Com 12 gols em uma semana, a torcida saiu do estádio bem rouca e feliz.

Más noticias de FANATICOS