Proposta do Roma deve tirar Leandro Castán do Timão após a Libertadores

Por: Fabio Lampolia Fabio Lampolia

Enquanto corre atrás de reforços para o segundo semestre, o Corinthians vai ter problemas para segurar um de seus principais jogadores assim que encerrar sua participação na Taça Libertadores. Titular absoluto desde o ano passado e vivendo grande fase, o zagueiro Leandro Castán está muito próximo de ser negociado com o Roma-ITA.

O jogador, de 25 anos, vem sendo observado pela equipe italiana desde 2011, quando se destacou na conquista do título brasileiro. Desta vez, o assédio foi mais forte. Representantes viajaram à Itália neste semestre para conhecer o clube e discutir as bases do contrato.

O Corinthians evita falar sobre o tema para não atrapalhar o desempenho de Castán durante o mata-mata da Taça Libertadores - a equipe enfrenta o Vasco da Gama, nas quartas de final. Oficialmente, a cúpula do departamento de futebol do Timão garante que não recebeu nenhuma proposta oficial pelo defensor.

- Nós escutamos muitas coisas, mas não fomos procurados até o momento. Não chegou nada oficial – afirmou o diretor adjunto de futebol Duílio Monteiro Alves.

As conversas, porém, já começaram. Internamente, o Corinthians não pretende vender o jogador por menos de € 6 milhões (R$ 15 milhões). Caso os romanos cheguem ao montante desejado, o Timão ainda tentará brigar para segurá-lo com um reajuste salarial. A esperança alvinegra é de que os italianos não tenham tanto dinheiro em caixa em virtude da crise financeira que atingiu a Itália e a Europa.

O Timão esperava pela valorização de Castán com a boa campanha no Brasileirão. Em dezembro, o clube adquiriu os outros 50% dos direitos dele, garantindo assim ficar com todo o dinheiro em caso de negociação.

Leandro Castán chegou ao Corinthians em 2010, mas só virou titular no ano passado ao assumir a vaga do capitão William, aposentado. Apesar de ser pouco badalado, brilhou no último Brasileirão e se fixou como titular absoluto - num momento e instabilidade do setor, Tite preferiu barrar Chicão em vez dele. Em 102 partidas, fez três gols.

Além do zagueiro, o Corinthians corre risco de perder outras peças depois da Libertadores. Outro nome muito comentado é o do volante Paulinho, que estaria na mira do Inter de Milão.

Más noticias de FANATICOS