Sem se preocupar com lugar no time, Jajá torce por volta dos 'gringos'

Por: CLUBE DO POVO
Argentinos estão em fase final de recuperação das lesões e podem retornar no final de semana diante do Cerâmica
 
 
Guiñazu e D'Alessandro. Os argentinos disputam o posto de principais xodós da torcida colorada, tanto pela entrega e dedicação (características do camisa 5), quanto pelo talento e passe qualificado (caso de El Cabézon). Mas engana-se quem pensa que os hermanos são idolatrados apenas nas arquibancadas.
A história e a importância da dupla são ressaltadas também dentro do vestiário. Jajá, por exemplo, mal chegou ao clube gaúcho. Tem apenas sete partidas com a camisa do Inter, mas já sabe o que os argentinos significam para a equipe. Tão logo estejam recuperados, Guina e D'Ale devem readquirir seus lugares no time. O meia-atacante, que começa a ganhar ritmo de jogo, em consequência, é candidato a voltar ao banco de reservas. Mas não se abala com a situação. Pelo contrário. Prefere exaltar os companheiros e torce pela recuperação breve de ambos:
- Sou tranquilo. Cheguei agora. Não tenho que ficar preocupado com titularidade. Vou estar pronto para ajudar a equipe. Eles (Guina e D'Ale) são essenciais, queremos que os dois voltem hoje.
O camisa 5 e o 10 colorados estão em fase final de recuperação. Já realizam trabalhos com o coordenador da preparação física Élio Carravetta. Inclusive, simulando situações de jogo. A intenção é a de que ambos atuem alguns minutos contra o Cerâmica neste sábado e enfrentem o Juan Aurich, no Peru, na próxima semana.
D'Alessandro teve um estiramento no músculo adutor da coxa esquerda, enquanto Guiñazu apresentou uma distensão no ligamento colateral medial do joelho esquerdo.

Más noticias de FANATICOS